SPMS SNS 35 Anos

Serviços Serviços Conheça as nossas especialidades clínicas Fale connosco Fale connosco

Esclareça as suas duvidas antes de chegar ao Hospital

[D]
História
Você está aqui: Início > O Hospital > História

História

O Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca, EPE foi criado por Decreto-Lei em Outubro de 2008 que definiu o seu novo estatuto jurídico, de entidade público-empresarial, depois de uma experiência de 13 anos sob gestão privada. É um hospital integrado na rede do Serviço Nacional de Saúde e tem a sua área de influência nos concelhos de Amadora e Sintra, servindo uma população que ronda os 600 mil habitantes.

A atribuição do nome Fernando Fonseca a este Hospital é uma homenagem ao Professor Doutor Fernando Fonseca (1895-1974), um dos mais notáveis médicos da sua geração. Licenciou-se em medicina em 1918 pela Faculdade de Medicina de Lisboa. Notabilizou-se pela sua actividade pedagógica e clínica.

Topo

Missão

O Hospital tem por missão a prestação de cuidados de saúde humanizados e diferenciados em todo o ciclo da vida da pessoa, em articulação com os cuidados de saúde primários e continuados, bem como com os demais hospitais integrados na rede do Serviço Nacional de Saúde, utilizando adequadamente os seus recursos humanos e materiais em obediência aos princípios da qualidade, de efectividade e de eficiência. Faz também parte da sua missão a investigação, o ensino e a formação pré e pós-graduada de profissionais de saúde e de outros profissionais.

Topo

Valores

A actividade desenvolvida pelos colaboradores do Hospital rege-se por procedimentos e atitudes assentes em práticas humanistas e princípios estruturais, num quadro de permanente e actuante disponibilidade, de dignificação humana e profissional, de responsabilização, participação e diálogo e orienta-se em função dos interesses dos doentes e suas famílias, numa perspectiva de defesa do direito à protecção da saúde e da satisfação das suas necessidades e preferências individuais. Fazem igualmente parte dos valores institucionais a honestidade e rectidão na relação com terceiros, sejam doentes, fornecedores ou entidades técnicas e oficiais, obrigando-se todos os colaboradores do Hospital a pautarem o seu comportamento pelas normas de ética e deontologia aplicáveis.

Topo