SPMS SNS 35 Anos

Como chegar Como chegar Veja aqui como chegar ao Hospital Visitas Visitas Regras e horários de funcionamento Serviço de Sangue Serviço de Sangue Dê a mão a quem precisa... Dê sangue! Fale connosco Fale connosco

Esclareça as suas duvidas antes de chegar ao Hospital

[D]
Especialidades
Você está aqui: Início > Serviços Clínicos > Especialidades

Anestesiologia

Director de Serviço: Dr. José Peralta

O Serviço de Anestesiologia iniciou funções em 1995 sob a direcção do Dr. Paulo Domingues. Os anestesiologistas do Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca actuam em todas as áreas funcionais do Hospital que carecem do apoio anestésico e ainda em outras áreas em que a anestesia se tem tornado uma especialidade preponderante, nomeadamente na avaliação e tratamento dos doentes durante todo o período peri-operatório, no tratamento da dor aguda e da dor crónica e ainda nas Unidades de Cuidados Intensivos.

 

Anestesiologia Clínica:

  • O Bloco Operatório Central, tem 11 salas de operações, onde são praticados os actos anestésicos para intervenções cirúrgicas nas especialidades de Cirurgia Geral, Ortopedia e Traumatologia, Ginecologia, Urologia, Cirurgia Pediátrica, Otorrinolaringologia, Oftalmologia, Cirurgia Plástica e Cirurgia Maxilo-Facial.
  •  A Unidade de Cirurgia Ambulatória, onde são praticados os actos anestésicos para as várias intervenções cirúrgicas que não carecem de internamento.
  •  O Bloco de Partos da Maternidade, onde são efectuados os actos anestésicos para as várias intervenções cirúrgicas do foro obstétrico e ginecológico, bem como a intervenção na analgesia do trabalho de parto (analgesia epidural e outras)
  • A Área de Exames Complementares de Diagnóstico onde se executa o apoio anestésico para um grande número de exames complementares nas especialidades de Gastroenterologia, Pneumologia, Imagiologia, Otorrinolaringologia e Cardiologia.

 

Medicina Peri-operatória:

  •  Existe uma Consulta de Anestesia onde são triados e avaliados os doentes que serão sujeitos a intervenção cirúrgicas no Hospital. Esta consulta divide-se funcionalmente em Consulta de Anestesiologia de Adultos, Consulta de Anestesiologia Pediátrica e Consulta de Anestesiologia Obstétrica.
  •  A Unidade de Dor Aguda e Pós-Operatório faz a avaliação e optimização da condição médica dos doentes depois das intervenções cirúrgicas, previne e trata as complicações pós-operatórias e prescreve e controla a analgesia do pós-operatório.

 

Dor Crónica:

  • Integrada no Serviço de Anestesiologia, a Unidade de Terapêutica da Dor Crónica avalia e trata os doentes com este tipo de queixas e que são referenciados quer pelos médicos de família dos Centros de Saúde quer pelos médicos do hospital quando se trata de doentes internados

 

Urgência:

  • Há uma equipa anestésica em permanência no Hospital que intervém nas cirurgias urgentes, na reanimação intra-hospitalar e no peri-operatório.

 

Cuidados Intensivos:

  • O Serviço de Medicina Intensiva é um serviço autónomo, integrado funcionalmente no Departamento de Anestesiologia, Cuidados Intensivos e Terapêutica da Dor. Fazem parte deste Serviço a Unidade de Cuidados Intensivos Polivalentes (UCIP) e a Unidade de Cuidados Intensivos Cirúrgicos e Especiais (UCICRE)."

 

Formação e Investigação:

  • O Serviço de Anestesiologia tem idoneidade formativa e científica, atribuída pelo Colégio de Anestesiologia da Ordem dos Médicos, para administrar a formação pós-graduada com vista à formação de especialistas em anestesiologia - Internato de Anestesiologia e Reanimação. Recebe também internos de outros hospitais para estágios parcelares.
  •  O Serviço de Anestesiologia faz investigação clínica apresentando regularmente comunicações científicas em revistas e em eventos nacionais e internacionais. Vários dos seus colaboradores participam como prelectores convidados em várias acções de formação no país e no estrangeiro.
Topo

Anatomia Patológica

  Bem-vindo ao Serviço de Anatomia Patológica                           

 

Directora de Serviço:

Técnica Coordenadora: Técnica Especialista Ana Lourenço

 

Localização: Torre Sintra, Piso 2

Horário de funcionamento: 2ª a 6ª feira, das 08h00 às 19h00.

Contacto: 214 348 275

 

A Anatomia Patológica é uma especialidade que se destina a observar as células e os tecidos para fazer diagnósticos, avaliar factores de prognóstico e dar indicações que poderão orientar terapêuticas.

 

Há três grandes áreas dentro da Anatomia Patológica:

 

  • A Histopatologia - observação de biopsias (resultantes de endoscopias digestivas, broncoscopias, etc.),  peças cirúrgicas (resultantes da ressecção de órgãos como estômago, útero, tumores, etc.) e exames intraoperatórios (aqueles que são efectuados durante os actos operatórios e que orientam as restantes actuações cirúrgicas).
  • A Citopatologia - citologia esfoliativa - observação de células que se separam de cavidades (colpocitologia ou exame de Papanicolaou, citologias urinárias e de derrames, citologias de secreções brônquicas); citologia aspirativa - observação de células que são aspiradas de tumores e outras lesões, com uma agulha e uma seringa.
  • Autópsias - estudo dos cadáveres para analisar as possíveis causas de morte e as consequências das doenças e das terapêuticas nos diversos órgãos.

 

O Serviço de Anatomia Patológica assegura a Consulta de Citologia Aspirativa, que se realiza todos os dias, das 09h00 às 16h00, sem necessidade de marcação prévia, precisando apenas ser solicitada por um dos Médicos do Hospital Fernando Fonseca, EPE.

O Serviço de Anatomia Patológica dispõe ainda de uma Unidade de Microscopia Electrónica.

No Serviço de Anatomia Patológica do Hospital Fernando Fonseca, EPE trabalham oito Médicos Especialistas, dezasseis Técnicos de Anatomia Patológica, Citológica e Tanatológica, três Assistentes Administrativas e dois Auxiliares de Acção Médica.

Topo

Cardiologia

Director de Serviço: Dr. Carlos Morais

Enfermeira Chefe: Enfª Ribeiro da Silva

Localização: Torre Amadora – Piso 4
Contactos: 21 434 83 13

O Serviço de Cardiologia acompanha o hospital desde a data da sua abertura, em 1995. O serviço tem ao dispor 10 camas em ambiente de Cuidados Intensivos e 32 camas de internamento em enfermarias dotadas de equipamento de monitorização electrocardiográfica contínua, por telemetria.

Por força da actividade específica deste serviço, existem em funcionamento diário e permanente laboratórios de ecocardiografia, ergometria e electrocardiografia dinâmica. As unidades de cardiologia de intervenção e de arritmologia e pacing intergam ainda o serviço colocando ao dispor dos doentes os mais modernos procedimentos invasivos diagnósticos e terapêuticos no âmbito da cardiopatia isquémica e da arritmologia.

Numa clara aproximação à Comunidade o Serviço realiza Consultoria de Cardiologia nos Centros de Saúde de modo a promover uma melhor articulação dos cuidados entre as diversas Unidades da área de influência do hospital (concelhos de Amadora e Sintra).

Com a preocupação constante numa área onde a incidência dos acidentes vasculares são elevados, o Serviço de Cardiologia dispõe de uma consulta de enfermagem semanal, destinada à formação dos doentes e está disponível uma linha telefónica destinadas a doentes portadores de pacemaker e cardioversor disfribilhador.

Existem consultas diárias de Cardiologia Geral e sub-especilizadas, como Insuficiência Cardíaca, Cardiologia de Intervenção, Arritmologia e de Portadores de Pace-Makers e Ressincronizadores/Desfibrilhadores, estas com a colaboração multidisciplinar de Téncicos Cardiopneumologistas e Enfermeiros.

O Serviço promove ainda sessões semanais de ensino em sala destinadas aos doentes coronários e família, integradas no Programa de Reabilitação Dirigido ao Doente Coronário.

No campo da Investigação, o Serviço participa num grande número de ensaios clínicos e possui um Laboratório de Função Endotelial onde se desenvolvem vários projectos de Investigação.

Período Normal de Visitas
das 12h às 14h
1 visita e sempre a mesma

das 14h às 19h30m
2 visitas de cada vez, rotativas de 30 em 30 min na recepção do Átrio Principal

Observações
O regime de visitas está sempre sujeito a alterações em função do Serviço e cama ocupada pelo doente.
Só em casos excepcionais é permitida a visita de crianças com idade inferior a 12 anos

Topo

Cirurgia Geral

 A Cirurgia Geral, no Hospital Fernando Fonseca, englobada no Departamento de Cirurgia, está dividida em dois Serviços independentes - Cirurgia B e Cirurgia C, integrados no Departamento de Cirurgia do HFF (Dir.: Dr. F. Rocha Pires).

Localizados no 3º piso da Torre Sintra, ocupam no seu conjunto 70  camas de enfermaria (32cirurgia B, 38 cirurgia C) e 16 camas de Cuidados Intermédios(6 camas cirurgia B e 10 camas Cirurgia C)

 

A sua actividade abrange a Urgência Geral com uma cobertura de 24 horas por dia, 365 dias por ano, a Cirurgia de Ambulatório, onde são tratadas situações de pequena e média cirurgia sem internamento, e a Cirurgia Programada, que ocupa diariamente duas salas de operações no Bloco Operatório Central, todos os dias úteis das 8 ás 20 horas.

Actualmente a Cirurgia Geral continua a ser uma especialidade fundamental para a resolução de múltiplas situações cirúrgicas, embora com o advento de novas técnicas e novos conhecimentos se comecem a desenvolver algumas sub-especialidades dentro da própria Cirurgia Geral.

Assim, também nos Serviços de Cirurgia do HFF existem grupos dedicados a determinadas patologias com o intuito de prestar cuidados de saúde diferenciados nessas áreas.

A cirurgia do esófago/estômago, a cirurgia hepato-biliar, a cirurgia colo-rectal, a cirurgia da parede abdominal/hérnias, a cirurgia endócrina (tiroideia, paratiroideia e supra-renais), bem como a cirurgia da obesidade, são alguns desses exemplos, que têm conhecido desenvolvimento recente como sub-especialidades cirúrgicas.

Existem consultas externas diárias de Cirurgia Geral e já estão a funcionar consultas de algumas destas sub-especialidades, não havendo neste momento lista de espera significativa para primeiras consultas.

 

A composição actual dos dois Serviços de Cirurgia é a seguinte:

 

  • Serviço de Cirurgia B               

                 Director: Dr. Victor Nunes    

                    

  •  Serviço de Cirurgia C

                 Director: Dr. Francisco Carneiro

                         

  • Especialistas:

Dra. Isabel Aleixo               Dr. Vasco Geraldes

Dr. Miguel Pinto                 Dr. Eduardo Silva

Dr. José Esteves                Dr. António Godinho

Dr. Carlos Martins              Dr. Santos Junior

Dr. Nuno Pignatelli             Dr. Sergey Gouminski

Dra Carla Carneiro             Dr José Calado

Dra. Wilma Dias                  Dra Filipa P. da Rocha

                                           Dra. Paula Sanchez

                                           Dr. Carlos Leichsenring

                                           Dr. Miguel Pinto

                

 

  •  Enfermeiras Chefes:
      Enfª Fátima Assuda - Cirurgia B

         Enfª Saldanha Honório - Cirurgia C        

          

  •  Secretariado:

     Catia Nascimento - Cirurgia B - Tel. 214348312   

     Isabel Fernandes - Cirurgia C - Tel. 214348310

    

 Horário das Visitas:

Enfermaria:

- das 12-19,30h

- das 12-14h - 1 pessoa

Intermédios:

- das 16-19,30h-1 pessoa

 

Informações médicas: das 12-13 h

 

As consultas de Enfermagem de Estomaterapia, atendem todas as pessoas portadores de uma ostomia (traqueostomias, ostomias gástricas , urostomias, nefrostomias,  ileostomias e colostomias  ) funcionam :

 

  • 3ª feira pela Equipe de Enfermagem da Cirurgia C das 14h, 30m ás 18h nas consultas externas . Para confirmar marcação ou desmarcar ligar ao secretariado da cirurgia C -214348310. Excepto se a consulta coincidir com um feriado Nacional ou Municipal

 

  • 5ªfeira pela Equipe de Enfermagem da Cirurgia B , das 14h, 30m ás 18h , nas consultas externas . Para confirmar marcação ou desmarcar ligar ao secretariado da cirurgia B -214348312.Excepto se a consulta coincidir com um feriado Nacional ou Municipal

 

Qualquer dúvida, contactar a coordenadora da consulta  Enf Manuela Honório  tm. 926546588 ou  telef  214348451 do exterior , ou 8451 /4631 interno

 

Topo

Ginecologia

Directora do Departamento da Mulher: Dra. Antónia Nazaré

Director de Serviço: Dr. Silva Pereira
Enfermeira Chefe: Enf.ª Marília Lourido

Secretariado:Filomena Batista

Localização: Torre Sintra - Piso 3 (Internamento)
Contactos:

  • 214348408-Balcão de Enfermagem (informações de doentes internados)
  • 21 434 83 09-Secretariado

O Serviço de Ginecologia iniciou a sua actividade em 1995 e, ao longo dos últimos 17 anos tem vindo a diferenciar-se e a dedicar unidades autónomas em função das patologias que mais afectam as mulheres. Exemplos são as Unidades de Senologia , de Colposcopia Histeroscopia e Laser (colo) e de Oncologia Ginecológica.

A grande diversidade da patologia ginecológica e o intuito de um atendimento rápido e personalizado levaram o Hospital, em sintonia com a direcção do Serviço de Ginecologia, a criar consultas especializadas nas áreas de Menopausa, Uroginecologia e Planeamento Familiar.

Este é um dos serviços do hospital com melhor articulação com os Cuidados de Saúde Primários, ao nível dos Centros de Saúde.

Período Normal de Visitas
das 12h às 14h

1 visita e sempre a mesma 

das 14h às 19h30m
2 visitas de cada vez, rotativas de 30 em 30 min na recepção do Átrio Principal

Observações
O regime de visitas está sempre sujeito a alterações em função do Serviço e cama ocupada pelo doente.
Só em casos excepcionais é permitida a visita de crianças com idade inferior a 12 anos.

Cancro da Mama

Em Portugal são anualmente diagnosticados 4000 casos de cancro da mama. A detecção precoce deste tipo de cancro permite actuar com rapidez e tratá-lo. Esteja atenta aos sinais.

 

Monofolha: Cuide de Si, Vigie a sua Saúde - em actualização

Folheto: Cancro da Mama - em actualização


  • Guia de Acolhimento

Este guia tem por objectivo dar a conhecer à utente, familiares e amigos a estrutura e orgânica do Serviço de Ginecologia. Além disso permite informar os familiares e amigos de como poderão contribuir para um melhor bem-estar da mulher internada.

Folheto: Guia de acolhimento do Serviço de Ginecologia- em actualização


Cirurgia

A Cirurgia é um acto médico para o qual as pessoas devem estar preparadas. Uma doente informada pode colaborar com o seu médico e ver a sua cirurgia e a sua recuperação pós-operatória ser bem sucedida.

Monofolha: O que lhe vai acontecer na véspera e após a cirurgia - em actualização


  • IVG

O período após uma interrupção voluntária da gravidez (IVG) deve merecer por parte da mulher alguma atenção especial. Esteja atenta aos sinais…

Clique na imagem e consulte a monofolha- IGV

  • Cuidados Pós Operatórios - Histerectomia

A Histerectomia é um procedimento invasivo que tem por objectivo prevenir o cancro do colo do útero. É um exame que requer alguns alertas. Esteja atenta.

Clique na imagem e consulte a monofolha- Histerectomia:


  • Cuidados Pós Operatórios - Ressetoscopia

Há sinais de alerta para qualquer situação anómala num pós-operatório da cirurgia por ressetoscopia. Esteja atenta.

Clique na imagem e consulte a monofolha- Ressetoscopia:


  • Cuidados Pós Operatórios - Laparoscopia

A cirurgia laparoscópica é indicada para algumas patologias. Esteja atenta aos sinais do pós-operatório.

Monofolha: Cuidados Pós Operatórios - Laparoscopia


Cuidados Pós Operatórios - Cirurgia via vaginal

As cirurgias que se efectuam por via vaginal requerem atenção aos sinais demonstrados no pós-operatório. Não facilite!

Monofolha: Cuidados Pós Operatórios - Cirurgia via vaginal

 

Topo

Gastrenterologia

Director de Serviço: Dr. Jorge António Dionísio Reis

Enfermeira Chefe: Enfª Allvelos Leitão

Localização: Zona Central – Piso 1
Contactos: 21 434 82 01

O Serviço de Gastrenterologia inclui como áreas fundamentais:

a)  Área de internamento com 22 camas;

b) Unidade de Técnicas de Gastrenterologia

c) Consulta externa autónoma (gastrenterologia geral, proctologia, doenças intestinais, doenças esofágicas, hepatologia e doenças bilio-pancreáticas)

d) Apoio à Urgência Central na área da Gastroentorologia

O serviço de  Gastroenterologia dispõe dos seguintes exames:

Esófago, Estômago e Duodeno

  • Técnicas de diagnóstico endoscópicas
  • Técnicas terapêuticas não endoscópicas
  • Técnicas terapêuticas endoscópicas

Intestino Delgado

  • Técnicas de diagnóstico endoscópicas
  • Técnicas terapêuticas endoscópicas

Cólon e Recto

  • Técnicas de diagnóstico não endoscópicas
  • Técnicas de diagnóstico endoscópicas

Ânus

  • Técnicas de diagnóstico
  • Técnicas terapêuticas

Fígado/ Vias Biliares e Pâncreas

  • Técnicas de diagnóstico não endoscópicas
  • Técnicas de diagnóstico endoscópicas 
  • Técnicas terapêuticas não endoscópicas  
  • Técnicas de terapêutica endoscópicas

Período Normal de Visitas
das 12h às 14h

1 visita e sempre a mesma

das 14h às 19h30m
2 visitas de cada vez, rotativas de 30 em 30 min na recepção do Átrio Principal

Período Intermédio de Visitas
camas 20, 21, 22 e 23
das 14h às 19h 30m
1 visita de cada vez, rotativa de 30 em 30 min na Recepção do Átrio Principal

Observações
O regime de visitas está sempre sujeito a alterações em função do Serviço e cama ocupada pelo doente.
Só em casos excepcionais é permitida a visita de crianças com idade inferior a 12 anos.

Topo

Imunohemoterapia

Dê a mão a quem precisa... Dê sangue!

 

Directora de Serviço: Dra. Anabela Barradas 

Localização: Piso 2

Horário do Serviço de Sangue: Das 08h30 às 20h (dias úteis)
Contacto: 21 434 82 79

Facebook: " Seja Mais, Dê Sangue - HFF"

 

Sabia que

  • Dar sangue é um acto que a todos diz respeito.
  • Qualquer um de nós (ou nossos familiares e entes queridos) poderá vir a necessitar de ser transfundido e que nesta altura só irá desejar duas coisas:
    - Que o sangue e seus derivados estejam disponíveis,
    - Que o sangue e seus derivados se encontrem em boas condições.
  • Estes dois aspectos só serão possíveis se conseguirmos optimizar o nosso sistema de transfusões angariando Dadores benévolos,
  • Uma pessoa que dá o seu sangue por civismo e solidariedade fá-lo em consciência com o fim de ajudar os outros,
  • Para que os Dadores benévolos sejam em número suficiente torna-se necessária uma acção informativa permanente. Esta depende também do seu esforço individual estimulando e informando os seus familiares, amigos e colegas para que também se tornem Dadores,
  • Portanto, seja dador ou não, todo o cidadão tem um papel importante a desempenhar transmitindo esta mensagem e tudo o que ela representa.

A dádiva de sangue

  • Pode ser efectuada por todo o cidadão saudável, com mais de 18 anos e menos de 65 anos de idade.
  • São falsos os mitos criados em relação à dádiva de sangue:
    -   Não faz aumentar o seu peso,
    -   Não lhe retira energia,
    -   Não altera o equilíbrio das funções do seu organismo, uma vez que o volume de sangue doado é reposto num curto espaço de tempo.
  • Permite ao dador ter conhecimento de alguns aspectos importantes em relação à sua própria saúde,
  • Deve efectuar-se após o pequeno-almoço ou qualquer refeição ligeira,
  • Pode processar-se de 3 em 3 meses para homens e de 4 em 4 meses para senhoras, sem prejudicar a saúde.

Posso ser dador

Algumas condições para dar sangue:

  • Não é exigida nenhuma característica biológica para que uma pessoa possa doar o seu sangue. Mesmo quem não conhece o seu grupo sanguíneo pode fazê-lo. Posteriormente receberá um cartão de dador de sangue no qual está inscrito o seu grupo sanguíneo e onde ficarão registadas todas as futuras dádivas.
  • Um dos princípios vitais inerentes a qualquer Centro de Transfusão é a salvaguarda da integridade física e psicológica dos seus Dadores de Sangue, ou seja, a própria vida. É esta a garantia dada a todo o Dador: profundo respeito pelo seu equilíbrio psico-somático, dignificando a condição do seu gesto desinteressado e, por via disso, altruísta.

Não podem dar sangue:

  • As pessoas infectadas pelo HIV (vírus da SIDA),
  • As pessoas infectadas pelo vírus da Hepatite B e/ou C,
  • As pessoas que utilizam ou utilizaram drogas injectáveis (endovenosas),
  • As pessoas com comportamento sexual de risco,
  • Parceiros de indivíduos com comportamentos de risco.

A colheita

Identificação do Dador

O Dador é inscrito na secretaria, onde ficam registados os seus dados pessoais.

Exame Clínico / Laboratorial

Toda a dádiva de sangue é precedida de um exame clínico / laboratorial a fim de serem detectadas possíveis razões impeditivas da dádiva (tanto para proteger o doente como o dador).

Colheita de Sangue:

  • Uma vez considerado apto, o Dador é encaminhado para a sala de colheitas a fim de dar sangue,
  • A colheita de sangue, além de indolor, é feita de forma a assegurar ao Dador as devidas condições de assepsia, portanto impeditivas da transmissão de qualquer doença,
  • As agulhas são todas de utilização única e imediatamente deitada ao lixo,
  • Terminada a colheita é oferecido ao dador uma refeição,
  • Aconselha-se a ingestão de líquidos de forma a garantir uma boa hidratação e a mais rápida recuperação,
  • Deve evitar o consumo de bebidas alcoólicas ou fumar logo após a dádiva.

Recuperação:

O equilíbrio hemodinâmico é rapidamente atingido pouco tempo após a dádiva de sangue. O seu organismo reporá o sangue doado sem afectar a sua saúde.

 

Quando quiser Dar Sangue a nossa Equipa estará á sua disposição

Topo

Imagiologia

Missão do Serviço de Imagiologia

  • Prestar cuidados de saúde no âmbito do Diagnóstico e Terapêutica pela Imagem, no total respeito pelos doentes e em colaboração com o restante corpo clínico do HFF.
  • Formar profissionais com elevada diferenciação Técnica e Humana e incentivar a Actividade Científica do Serviço.
  • Zelar pelos interesses da Instituição, utilizando com rigor os Recursos Humanos e tecnologias disponíveis.

O serviço possui certificação pela norma I S O 9001-2000 desde 2004 tendo no seu Sistema de Gestão da Qualidade o pilar de toda a actividade.

Responsáveis

Directora do Serviço: Dr.ª Clara Aleluia

Técnico Coordenador: Téc. Carlos Oliveira

Resp. UCA de Neurorradiologia: Dr.ª Teresa Palma

 

Localização

O serviço reparte-se por três áreas:

  • Serviço Central - Torre Poente 2º Piso
  • Serviço de Urgência - Urgência Geral e Pediátrica
  • Serviço de Urgência Básica (Mem Martins)

A Imagiologia pertence ao grupo de serviços que integram os Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica (MCDT).

 

Exames

Angiografia

  • Diagnóstico
  • Terapêutica

Densitometria óssea

Radiologia geral (RX)

  • Sistema digestivo
  • Sistema Urológico
  • Radiologia torácica
  • Radiologia Osteo- articular
  • Radiologia ortopédica

Ressonância Magnética (RM)

Tomografia computorizada (TC)

Mamografia

  • Intervenção mamária (biopsias)
  • Galactografia

Ultrasonografia (ecografia)

  • Eco-doppler
  • Mamaria
  • Intervenção (biopsias)

O acesso aos exames destina-se apenas aos utentes com prescrição hospitalar (HFF), com origem nos serviços de urgência geral, consulta externa e internamento. Não são realizados exames com prescrições do exterior.

Para a realização do exame de Imagiologia é imprescindível a apresentação da requisição passada pelo Médico, da consulta ou internamento.

A falta da requisição e da preparação, no dia do exame invalida a realização do mesmo.

O cumprimento da preparação específica para cada exame é essencial.

 

 Horário

Recepção:

Dias úteis das 08 às 19h.

Sábados das 08:00 às 16:00

O Serviço funciona 24h por dia:

Das 08-20h decorre a actividade programada no serviço central

Das 20 - 24h e das 00 - 08h Decorre o período só com actividade de Urgência

 

Contactos

Recepção

Tel: 21 434 8281 ou Tel: 21 434 8200 extensões 2650 e 3405

sec.imagiologia@hff.min-saude.pt

Visionamento

Tel: 21 434 8282

visionamento@hff.min-saude.pt

O serviço de Imagiologia desde 2005 que produz as suas imagens sem recurso a películas e químicos poluentes. A imagem é 100% digital. Sendo sempre disponibilizada neste suporte.

Todos os exames são arquivados o que possibilita a sua visualização sempre que necessário. Existe sempre disponível o histórico dos exames de imagem de cada utente.

  

Cancelamento de Exames

Por favor avise o Serviço de Imagiologia com antecedência, através dos contactos anteriores sempre que pretenda cancelar um exame, para não desperdiçar tempos de marcação e permitir que outros utentes possam ser chamados.

Topo

Infecciologia

Director de Serviço: Dra. Patrícia Pacheco
Enfermeira Chefe:  Enfª Alexandra Canhoto

Localização: Hospital de Dia/Consulta  Torre Amadora - Piso 2
Internamento:Torre Amadora - Piso 6

Contactos:   21 434 55 52 (Administrativa do Hospital de Dia)
                    21 434 83 22 (Administrativa do Internamento)

A Unidade de Infecciologia iniciou a sua actividade em Março de 1996, como estrutura integrada no Serviço de Medicina I. No que respeita ao Internamento, contava então com 10 camas em enfermarias próprias, anexas à ALA B do Serviço de Medicina I.

As consultas externas funcionavam em espaço comum ás consultas de medicina geral.

A partir de 1 de Janeiro de 2000, a Unidade de Infecciologia, com as duas valências referidas, foi diferenciada em Unidade Clínica Autónoma, estatuto que mantém nos dias de hoje. Foi aumentado o número de camas para 12, com a ocupação de mais uma sala de enfermaria, benefeciando mais tarde, da instalação de um  sistema de pressão negativa em dois quartos  de isolamento individual, com antecâmara comum para o exterior.

Em 2005 a Administração do HFF considerou necessário proceder a investimentos que dessem resposta às necessidades da população abrangida pela sua área de influência, no domínio da infecciologia sobretudo na infecção VIH. Assim foi disponibilizado um espaço para a instalação de um Hospital de Dia, e de gabinetes vocacionadas para as consultas externas desta especialidade.

As obras foram executadas, os equipamentos foram instalados, e foi tambem definida uma organização adequada à gestão integrada das três valências constituintes da Unidade Clínica Autónoma de Infecciologia.

Em Setembro de 2005, com a entrada em funcionamento do Hospital de Dia ficou a Unidade de Infecciologia composta o por:

  • Internamento - 12 camas (dois quartos de isolamento individual com sistema de pressão negativa ) e um quarto com 2 macas. O internamento decorre essencialmente de doentes com infecção VIH,
  • Consulta externa de Infecciologia que atende, na sua quase totalidade doentes com infecção VIH,
  • Hospital de Dia, unidade assistencial que presta cuidados de saude em ambiente hospitalar, cuidados estes que são de continuação de terapêuticas após alta, de terapêuticas de prevenção, de terapêuticas pontuais e de procedimentos de diagnóstico/análises de controlo pré estabelecidas. Esta actividade consubstancia-se em tratamentos sob vigilância (p.ex. administração de pentamidina em nebulização,vacinas/soros), serviços gerais de enfermageme  e procedimentos especializados ( acolhimento do doente/família. promoção de adesão terapêtica, etc), procedimentos médicos (punção lombar, punção esternal.

Para alem destas funções o Serviço de Infecciologia participa:

  • Na escala de Urgência Central e Interna.
  • No estabelecimento de diversos protocolos de colaboração e assistência. com organizações não governamentais, com especial vocação para o acompanhamento de doentes que, após alta hospitalar, necessitem de assistência domiciliária. 
  • Realização de ensaios clínicos/protocolos de investigação na terapêutica na área da patologia VIH e VHC.

  • Participação numa CI (Consulta Integrada) de tuberculose/ Toxicodependência/ Infecção VIH, com as valências do CAT da Damaia (Centro de Atendimento a Toxicodependentes) e CDP da Venda Nova (Centro de Doenças Respiratórias). Esta participação realiza-se quinzenalmente às sextas feiras, no CAT da Damaia.

  • Participação no Projecto que visa acolher de imediato todos os toxicodependentes dos CAT de Sintra e Amadora, que apresentem resultado positivo no teste rápido para o VIH.

Dado que após a alta hospitalar e uma vez diagnosticada a doença muitos dos utentes necessitam de apoios diversos (nomeadamente cuidados domiciliários),a Unidade de Infecciologia tem vindo a estabelecer diversos protocolos de colaboração e assistência ao doente em casa, com Organizações não Governamentais com especial vocação para o acompanhamento de casos de HIV positivos.

 

INTERNAMENTO

Período Normal de Visitas
das 12h às 14h
1 visita e sempre a mesma

das 14h às 19h 30m
2 visitas de cada vez, rotativas de 30 em 30 min na Recepção Átrio Principal

Período Intermédio de Visitas
camas 13, 14, 15, 16, 17 e 18
das 16h às 19h 30m
1 visita de cada vez rotativa de 30 em 30 min na Recepção do Átrio Principal

Observações
O regime de visitas está sempre sujeito a alterações em função do Serviço e cama ocupada pelo doente.
Só em casos excepcionais é permitida a visita de crianças com idade inferior a 12 anos.

 Por motivos da Gripe A, o Plano de Protecção dos doentes internados, implica que as visitas à  Infecciologia sejam temporariamente limitadas a uma pessoa por dia indicada pelo doente.

CONSULTAS e HOSPITAL DE DIA

Período de funcionamento: das 8h30 às 16h 

Topo

Medicina Física e de Reabilitação

Directora de Serviço: Dra. Leonor Prates

Terapeuta Coordenador: Terapeuta Sérgio Caneira

Localização: Torre Amadora - Piso 1

Contactos: 21 434 84 83

O Serviço de Medicina Física e de Reabilitação é, como o seu próprio nome indica, um serviço clínico que presta cuidados de reabilitação a doentes internados e em regime de ambulatório.

É seu principal objectivo "reabilitar", ou seja, "voltar a habilitar" os doentes referenciados por patologias do foro dos sistemas neuromuscular, cardiopulmonar ou músculo-esquelético. Para atingir este objectivo o serviço está organizado em equipas de reabilitação constituídas por fisiatras, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, terapeutas da fala, neuropsicólogos e técnicos auxiliares, contando com a participação e envolvimento do doente e da família.

As principais áreas ou programas de actividade das equipas de reabilitação do serviço são: reabilitação na área neurológica; ortopedia e traumatológica; pediátrica; cardiopulmonar; neoplasia da mama operada; mão; pavimento pélvico; amputado; artroplastias da anca e joelho; ligamentoplastias do joelho; joelho operado (artroscopia); insuficiência respiratória; reabilitação desportiva; intervenção no desenvolvimento do recém-nascido de muito baixo peso; mesoterapia. O Serviço participa nas consultas multidisciplinares de dor (Unidade Dor) e de desenvolvimento (Dep. Pediatria) e ainda no projecto Cordão Umbilical - preparação para a parentalidade (dirigido a funcionários). Nas suas instalações decorrem as acitivdades incluídas no "Clube Wellness" (dirigido a funcionários).

 

Topo

Nefrologia

Director de Seviço: Dr. Luís Incháustegui
Enfermeira Chefe: Enfª Alvellos Leitão

Localização: Torre Amadora - Piso 1
Contactos: 21 434 8247

A actividade do Serviço de Nefrologia foi iniciada em 1996, limitada à realização de hemodiálise a doentes internados em vários serviços do hospital, e obrigava à deslocação dos equipamentos onde eles eram necessários. Em Novembro de 1997, foi criada a Unidade de Nefrologia, passando a dispor de sala própria de hemodiálise e camas de internamento alem de atendimento de consulta externa. No ano de 2005 passou a Serviço de Nefrologia.

Actualmente o serviço de nefrologia presta cuidados especializados em:

  • Consulta Externa (ambulatória) á doentes com hipertensão arterial, especialmente pessoas com hipertensão arterial resistente ao tratamento ou secundária a insuficiência renal e outras causas; estudo das causas (metabólicas) dos diferentes tipos de litiase renal (cálculos); doentes com problemas de infecções urinarias de repetição; doentes com problemas de glomerulonefrite, doenças de nefrite intersticial, alterações hidroelectrolíticas ( cálcio, fósforo, etc.). Seguimento de doentes com insuficiência renal crónica de todas as causas (diabetes, hipertensão, doenças policysticas). Encontra-se também em desenvolvimento a consulta de enfermagem destinada a doentes renais crónicos (conselhos de dieta, revisão de medicação, conselhos para melhorar qualidade de vida e preparação para diálise).
  • Internamento a doentes com doença renal aguda e crónica, com necessidade ou não de hemodiálise. Apoio aos diferentes serviços de hospital quando solicitado, especialmente aos cuidados intensivos. 
  • Sala de hemodiálise para doentes com insuficiência renal crónica em programa ambulatório de hemodiálise e doentes internados no hospital com insuficiência renal aguda ou crónica que precisam de tratamento substitutivo. Tratamento de plasmaferese para diferentes doenças renais ou extra renais.
  • Programa de Diálise Peritoneal e assistência à doentes com transplante renal em planeamento.

Período Normal de Visitas
das 12h às 14h

1 visita e sempre a mesma

das 14h às 19h30m
2 visitas de cada vez, rotativas de 30 em 30 min na recepção do Átrio Principal

Período Intermédio de Visitas
camas 20, 21, 22 e 23
das 14h às 19h 30m
1 visita de cada vez, rotativa de 30 em 30 min na Recepção do Átrio Principal

Observações
O regime de visitas está sempre sujeito a alterações em função do Serviço e cama ocupada pelo doente.
Só em casos excepcionais é permitida a visita de crianças com idade inferior a 12 anos.

Topo

Neurologia

Director de Serviço: Dr. Vasco Salgado
Enfermeira Chefe:
Enfª Helena Cardoso

Localização: Torre Amadora – Piso 2
Contactos:
21 434 82 69

O Serviço de Neurologia iniciou a sua actividade em Abril de 1996 com a abertura da enfermaria, mas a sua configuração actual, incluindo a área dos exames auxiliares na área da neurofisiologia, só se verificou a partir de Janeiro de 1997.

Para além da actividade normal de enfermaria e consulta geral de neurologia, o serviço tem criado pólos de especialização nas áreas da epilepsia e monitorização vídeo-EEG, esclerose múltipla, tratamento agudo dos acidentes vasculares cerebrais, demências, doenças extrapiramidais e diagnóstico ultra-sonográfico da doença cerebrovascular.

Período Normal de Visitas
das 12h às 14h

1 visita e sempre a mesma

das 14h às 19h30m
2 visitas de cada vez, rotativas de 30 em 30 min na recepção do Átrio Principal

Observações
O regime de visitas está sempre sujeito a alterações em função do Serviço e cama ocupada pelo doente.
Só em casos excepcionais é permitida a visita de crianças com idade inferior a 12 anos.

Topo

Obstetrícia

Directora de Serviço: Dra. Antónia Nazaré

Enfermeira Chefe: Enfª Marília lourido

 

Internamento na Enfermaria de Grávidas de Alto Risco - (15 Unidades de internamento)

 

O internamento da Grávida pode ser feito através do S. Urgência Obstétrico /Bloco de Partos, ou da Consulta Externa.

A grávida é internada quando são detectados factores de risco que exijam tratamento e vigilância materno fetal intensivo, por vezes associado à necessidade de programação do parto.

  

O Serviço de Obstetrícia dispõe de enfermarias com 2 ou 3 unidades de internamento e uma unidade de cuidados intermédios.

 

Está equipado com sistema central de monitorização cardiotocografico, podendo ser visualizados os traçados dos batimentos cardíacos fetais e da dinâmica uterina na sala de enfermagem do Serviço e na sala dos médicos na Urgência Obstétrica.

 

As camas são eléctricas e as enfermarias estão dotadas de um aparelho de TV.

Dispomos também de instalações sanitárias com condições para que a grávida, em repouso absoluto, possa usufruir de um duche em maca de higiene.

São utilizadas medidas não farmacológicas para o alívio da dor na fase inicial trabalho de parto tais como bola de parto, hidroterapia, liberdade de movimentos, etc.

Para que se sinta mais confiante, a Equipa de enfermagem realiza ainda sessões de educação para saúde sobre cuidados à mãe, cuidados ao bebé e amamentação.

Internamento na Enfermaria de Puérperas - (30 camas)

No puerpério, são prestados os cuidados à mãe e ao recém-nascido, pelas equipas de enfermagem, obstetras e neonatalogistas.

A equipa multidisciplinar é constituída também por assistente social, dietista e anestesista que se organizam para que os cuidados sejam de excelência.

O Serviço dispõe de enfermarias com 2 ou 3 unidades de internamento, um quarto e uma unidade de cuidados intermédios.

Dispomos de sistema electrónico anti rapto, constituído por uma pulseira electrónica que é colocada no bebé após o nascimento e que é retirada no momento da alta.

Promovemos o alojamento conjunto, a amamentação, o auto cuidado da mulher e a autonomia materna nos cuidados ao recém-nascido.

São desenvolvidas diariamente actividades, tais como:

  • Observação diária da puérpera e do recém-nascido, pela equipa médica e de enfermagem.
  • Vacinação dos bebés com a 1ª dose da Hepatite B e a vacina da BCG (contra a tuberculose). A enfermeira administra a vacina na presença da mãe, realiza ensinos e entrega um documento informativo sobre os cuidados a ter.

 

 

  • Cuidados de higiene ao recém-nascido, com a realização de ensinos promovendo a autonomia dos pais e dando espaço para colocarem as suas dúvidas e dificuldades.
  • Alojamento conjunto - mesmo os recém-nascidos submetidos a tratamento de fototerapia ou medicação sempre que possível ficam internados em conjunto com a mãe.
  • É sempre aconselhado que o transporte dos bebés, no Serviço, seja feito no berço para evitar acidentes. No momento da alta os pais são instruídos a transportar os bebés em babycook (sistema homologado de transporte).
  • Diariamente são dadas altas hospitalares.
  • Realizamos sessões de preparação para a Alta: "Alta... E agora?"
  • s 3 vezes por semana são realizadas sessões de informação para a alta e adaptação aos primeiros dias em casa, com os temas: amamentação, alimentação da mãe, cuidados de higiene da mãe e do bebé, sexualidade e contracepção, sinais de alerta na mãe no bebé, eliminação no recém-nascido e prevenção de acidentes.
  • s É também dada informação sobre os documentos importantes e sobre legislação da parentalidade.

O Serviço de Obstetrícia colabora com o Departamento da mulher e com o Hospital em diversos os projectos, nomeadamente:

 

  • IHAB - Iniciativa Hospital Amigo dos Bebés

O HFF está certificado desde 2010 como Hospital Amigo dos Bebés.

Esta iniciativa visa a promoção, protecção e apoio ao aleitamento materno. Neste sentido são adoptadas, na maternidade do HFF,EPE, práticas de cuidados de qualidade que promovem o sucesso da amamentação, nomeadamente: contato pele a pele, amamentação na primeira hora de vida, alojamento conjunto, a alimentação por copinho, entre outros. Realizamos sessões de educação para a saúde sobre as dificuldades na amamentação, a extracção e conservação do leite materno, entre outras.

Apostamos também na formação dos profissionais, realizando cursos de formação em aleitamento materno dirigido aos diferentes grupos profissionais.

 

 

  • Preparação para a Alta: "Alta... E agora?"

São realizadas, 3 vezes por semana, sessões de informação destinada aos pais e/ou pessoa significativa da puérpera com o objectivo de preparar a alta hospitalar e a adaptação aos primeiros dias em casa.

 Estas sessões abordam temas como: a amamentação, alimentação da mãe, cuidados de higiene da mãe e do bebé, sexualidade e contracepção, sinais de alerta na mãe e no bebé, eliminação no recém-nascido e prevenção de acidentes.

 

É dada informação sobre documentos importantes como a Declaração de Nascimento, Boletim individual de Saúde e Boletim de vacinas e também sobre legislação da parentalidade.

  • Visita das grávidas à maternidade

Realiza-se 2 vezes por mês uma visita organizada das grávidas que são vigiadas nos Centros de Saúde da área de influência do Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca, EPE e das grávidas da Consulta externa de Obstetrícia do Hospital.

Esta visita tem como objectivo dar a conhecer a equipa, o espaço físico e algumas das actividades, para facilitar a adaptação da mulher/casal aquando do internamento.

 

  

  • Projeto "Cordão umbilical"

Tendo em conta, que a transição para a Parentalidade é uma complexa fase de desenvolvimento, que obriga à preparação e adaptação da mulher/casal, a um vasto conjunto de mudanças, os Serviços de Urgência Obstétrica e Ginecológica, Internamento de Obstetrícia e Medicina Física e Reabilitação desenvolvem desde Dezembro de 2011 o projecto "Cordão Umbilical" - Preparação para a Parentalidade.

Este projecto, destinado à população da área de influência do HFF,EPE, é constituído por 3 cursos:  

  • Curso de Preparação para o Nascimento (CPN)
  • Curso de Recuperação Pós-parto (CRP)
  • Curso de Técnicas de Massagem Infantil (TMI).

  

De salientar que se trata de um projecto inovador, envolvendo vários grupos profissionais, nomeadamente assistente social, anestesista, enfermeiras especialistas de enfermagem de saúde materna e obstetrícia, fisioterapeutas, nutricionista e terapeuta de desenvolvimento pessoal.

 

  • Documentos informativos

O Serviço disponibiliza os seguintes Documentos informativos, com o objectivo de complementar a informação dada durante o internamento:

  •  Guia de Acolhimento
  •  Alimentação na Gravidez e pós-parto
  •  Diabetes Gestacional
  •  Desconfortos na Gravidez
  •  Grávida com incompetência cervico-ístmica
  •  Sinais de Alerta na Gravidez e Trabalho de parto
  •  Medidas não farmacológicas para alívio da dor na Grávida em Trabalho de parto
  •  Analgesia Epidural
  •  O Aleitamento materno
  •  Como usar a Bomba eléctrica de extracção de leite
  •  Extracção, conservação e descongelação do leite materno
  •  Esterilização de biberões
  •  Cantinho amamentação
  •  BCG - Vacinação contra a Tuberculose
  •  Engerix B - Vacina que previne a Hepatite B
  •  Cuidados ao recém-nascido submetido a fototerapia
  •  Aos Pais - Infecção respiratória ao Virus Sincicial Respiratório
  •  Alta ... e agora?

 

Período Normal de Visitas
das 12h às 19h30
1visita indicada pela puérperas e grávidas

Observações

O regime de visitas está sempre sujeito a alterações em função do Serviço e cama ocupada pelo doente.
Só em casos excepcionais é permitida a visita de crianças com idade inferior a 12 anos.

O Plano de Protecção das grávidas, Puérperas e Recém-Nascidos, implica que as visitas ao Serviço de Obstetrícia sejam temporariamente limitadas a uma pessoa indicada pela Grávida ou Puérpera.

 

Para obter mais informações, por favor contacte: 21 434 8407

 

 

 

 

 

Topo

Oftalmologia

Director de Serviço: Dr. António Melo
Enfermeiro Chefe: Enfª Fátima Assuda

Localização: Torre Sintra - Piso 3
Contactos: 21 434 84 58

O serviço de Oftalmologia iniciou a sua actividade em 1995. A actividade do Serviço de Oftalmologia é distribuída por várias áreas das quais se destacam o Bloco Operatório, a Consulta Externa, os Exames Especiais e a Urgência - que funciona de segunda a sexta-feira das 08h00 às 20h00.

Sendo um dos serviços mais requisitados do hospital - acompanhando, de resto, a realidade nacional - o Serviço de Oftalmologia é, também, um serviço de referência pelo seu reconhecimento nacional e internacional. O desenvolvimento técnico dos seus profissionais, os prémios internacionais, a publicação de casos clínicos em órgãos de referência mundial, fazem a excelência deste serviço.

Acresce que este serviço tem vindo paulatinamente a diminuir as listas de espera para primeiras consultas de oftalmologia e contribuído eficazmente para a diminuição das listas de espera em cirurgias das cataratas - porventura a que maior impacto tem na lista de espera de cirurgia a nível nacional.

Horário das Visitas do Internamento

Período Normal de Visitas
das 12h às 14h

1 visita e sempre a mesma

das 14h às 19h30m
2 visitas de cada vez, rotativas de 30 em 30 min na recepção do Átrio Principal

Observações
O regime de visitas está sempre sujeito a alterações em função do Serviço e cama ocupada pelo doente.
Só em casos excepcionais é permitida a visita de crianças com idade inferior a 12 anos.

 

Topo

Oncologia - Unidade Clínica Autónoma

Director de Serviço: Dr. Carlos Carvalho
Enfermeira Chefe:
Enfº Rui Santos

Localização: Zona Central - Piso 2
Contactos:
21 434 82 78
Horário de funcionamento: de 2ª a 6ª feira, das 8h00 às 20h.

A Unidade de Oncologia, iniciada em 1996 e com uma actividade sempre crescente, recebe anualmente cerca de 800 novos doentes.

Os doentes oncológicos diagnosticados no Hospital Fernando Fonseca são avaliados em Reuniões Multidisciplinares em que os vários especialistas mais dedicados a cada tipo de patologia (Fígado e Vias Biliares, Ginecologia, Mama, Tubo Digestivo, Pulmão, etc.) discutem a estratégia de tratamento mais adequada a cada caso.  

Na Unidade de Oncologia procura-se que os doentes e as famílias possam receber um apoio mais global mas personalizado, não só pelos médicos especialistas como através da equipa de enfermeiros, psiquiatras, psicólogos, assistentes sociais, nutricionistas, secretários e voluntários que colaboram na Unidade.

Para além de um horário de funcionamento alargado (8h00 às 20h00, nos dias úteis) a Unidade de Oncologia possui uma linha telefónica de apoio aos seus doentes, com atendimento pela equipa de enfermagem da Unidade, durante o horário nocturno (dias úteis das 21h às 8h30) e durante todo o dia nos fins de semana e feriados.

 

Topo

Ortopedia

Director de Serviço Ortopedia A: Dr. Pedro Beckert

Director de Serviço Ortopedia B: Dr. Paulo Felicissimo

Enfermeira Chefe: Enfª Elisabete Isidoro

Localização: Torre Sintra – Piso 4
Contactos: 21 434 83 28

O Serviço de Ortopedia iniciou a sua actividade logo após a inauguração do hospital em 1995. É constituído por duas unidade funcionais (Ortopedia A e Ortopedia B)  localizadas no Piso 4 da Torre Sintra. Até à abertura do Serviço de Urgência Geral, em Junho de 1996, a actividade do serviço resumia-se aos doentes referenciados pela Consulta Externa para cirurgias programadas. Após a abertura da Urgência passou a dar resposta imediata  ao SU, nomeadamente aos episódios de doentes traumatizados.

Em 1999 foi entretanto criada uma unidade integrada de Ortopedia Infantil, da responsabilidade do Dr. Pedro Beckert, que funciona em ligação estreita com o Serviço de Pediatria.

Em Novembro deste ano, o Serviço vai arranca com uma ctividade programada e permanente de conselhos aos familiares dos doentes ortopédicos evitando que muitos permaneçam no hospital para além da alta clínica.

Período Normal de Visitas
das 12h às 14h

1 visita e sempre a mesma

das 14h às 19h30m
2 visitas de cada vez, rotativas de 30 em 30 min na recepção do Átrio Principal

Observações
O regime de visitas está sempre sujeito a alterações em função do Serviço e cama ocupada pelo doente.
Só em casos excepcionais é permitida a visita de crianças com idade inferior a 12 anos.

Topo

Otorrinolaringologia

Director de Serviço: Dr. Filipe Freire

Enfermeira Chefe: Enfº Manuel Peres Villaverde

Gestor: Dr. Carlos Antunes

Localização

Enfermaria: Torre Sintra - Piso 5 - Ala A

Consultas Externas e M.C.D.: Piso 2

Contactos:

Internamento: 21 434 83 18

O Serviço tem como missão prestar cuidados de saúde hositalares de otorrinolaringologia, no respeito pela dignidade dos doentes, formar profissionais de elevada qualidade, desenvolvendo a investigação em saúde e utilizando de forma eficiente os recursos disponíveis.

Aposta ainda na formação no Ensino Pré Graduado, onde integra Alunos da Faculdade de Medicina de Lisboa e Alunos das Faculdades de Tecnologia da Saúde; assim como na formação no Ensino Pós Graduado, onde integra Internos da Especialidade, Estágios do Internato Complementar de Medicina Geral e Familiar e Estágios da Especialidade - Médicos PALOP.

São várias as actividades que compõem este serviço: Consulta Externa, Bloco Operatório, Serviço de Urgência, Enfermaria e Exames Especiais.

A composição actual do Serviço de Otorrinolaringologia é a seguinte:

  • Médicos

Director:

  • Dr. Filipe Freire

Chefes de Serviço:

  • Dra. Laura Moreira

Assistentes Hospitalares Graduados:

  •  Dr. Pedro Henriques
  •  Dr. João pedro Leandro
  •  Drª Luísa Garanito
  •  Dr. João Caratão
  •  Dr. Filipe Freire 
  •  

Assistentes Hospitalares:

  • Drª Margarida Vargas
  • Drª Cristina Adónis
  • Drª Ana Hebe
  • Drª Ana Guimarães
  • Dr. João Rego

 

Internos do Internato Complementar:

  • Dr. Eurico Costa
  • Drª Sara Ramalho
  • Drª Carolina Durão
  • Dra. Mafalda Soares
  • Dra. Sofia  Decq Mota

  

  • Técnicos 

Técnicos de Audiologia:

  • Luís Souza Silva
  • Graciete Carvalho
  • Elsa Marques
  • Nuno Fontes

Terapeutas da Fala:

  • Maria José Ramos
  • Rita Alemão

 

  • Enfermeiros

Enfermeira Chefe:

  • Enfª J. Granadeiro Vicente

Enfermeiro Responsável:

  •  Enf. Manuel Perez

 

  • Secretariado 
  • Valéria Azevedo
  • Dalila Sampaio

 

Período Normal de Visitas

das 12h às 14h

1 visita e sempre a mesma

das 14h às 19h30min

2 visitas de cada vez, rotativas de 30 em 30 min. na Recepção do Átrio Principal

Período Intermédio de Visitas

camas 13,14,15,16,17 e 18 - das 16h às 19h30min

1 visita de cada vez rotativa de 30 em 30 min na Recepção do Átrio Principal

Observações:

O regime de visitas está sempre sujeito a alterações em função do Serviço e cama ocupada pelo doente.

Só em casos excepcionais é permitida a visita de crianças com idade inferior a 12 anos.

Para obter mais informações, por favor contacte: 21 434 84 17

Topo

Pediatria

Director de Serviço: Dra. Helena Carreiro

Enfermeira Chefe: Rita Carneiro

Localização: Piso 2

Para obter mais informações, por favor contacte:

Ala A: 21 434 84 01
Ala B: 21 434 84 02

Informação aos pais das crianças e adolescentes internados

Os pais das crianças e adolescentes internados devem ter em conta alguma informação para, também eles, serem peças fundamentais no acompanhamento da recuperação dos filhos.

Esta informação está reunida num documento e permite alertar os pais para o papel fundamental que têm enquanto os filhos permanecem internados.

Folheto: Informação aos pais das crianças e adolescentes internados


Vómitos

Embora possam não ser sinal de doença grave, já que podem aparecer numa criança com alguma frequência, os vómitos requerem alguns cuidados por parte dos pais. Fique atento a estas indicações.

Monofolha: Vómitos


Peso a Mais

A obesidade infantil é uma preocupação permanente do Serviço de Pediatria do Hospital Fernando Fonseca. Esteja atento aos sinais e siga as indicações do nosso médico para combater esse flagelo que é a Obesidade.

Monofolha: Peso a mais


Traumatismo Craniano

As quedas são quase uma constante da infância. Há que prevenir males maiores e criar condições para que elas não tenham piores consequências. Se o seu filho caiu e bateu com a cabeça, esteja atento aos sinais.

Monofolha: Traumatismo Craniano

Visitas

Acompanhante
1 cartão de acompanhante (Familiar, Responsável, Tutor) que dá acesso a um acompanhamento alargado ao doente durante o período da noite e da manhã

Visita
1 cartão visita para os restantes amigos, familiares do doente que dá acesso de visita no horário compreendido entre as 14h e as 19h30m, rotativo de 30 em 30 min na Recepção do Átrio Principal

Observações

O regime de visitas está sempre sujeito a alterações em função do Serviço e cama ocupada pelo doente.
Só em casos excepcionais é permitida a visita de crianças com idade inferior a 12 anos.

Topo

Pneumologia

Director de Serviço: Dr. Fernando Rodrigues
Enfermeira Chefe:
Enfª Rosário Filipe (Internamento)
                               Enf.ª Alvellos Leitão (Unidade Técnicas de Pneumologia)

Localização: Torre Amadora – Piso 5 (Internamento)
                      Zona Central – Piso 1 (Unidade Técnicas de Pneumologia)

Contactos: 21 434 83 27 (Internamento)
                  21 434 55 01 (Unidade Técnicas de Pneumologia)

O Serviço de Pneumologia iniciou a sua actividade em Abril de 1995 como unidade integrada no Serviço de Medicina I, tornando-se autónomo em 1996. Actualmente a área de Internamento conta com 18 camas, das quais seis constituem uma Unidade de Cuidados Intermédios dotada de monitorização cardíaca e oximetria para doentes com uma situação clínica mais grave e sujeitos a ventilação não invasiva. A zona de Internamento possui ainda dois quartos de isolamento com pressão negativa para tratamento de doentes com tuberculose.

Em Junho de 2005 o Serviço de Pneumologia inaugurou a Unidade Técnicas de Pneumologia, a funcionar em espaço remodelado no primeiro piso do Hospital, integrando no seu espaço um Laboratório de Função Respiratória, um Laboratório de Sono e uma Unidade de Endoscopia.

No Laboratório de Função Respiratória são realizados exames como a espirometria e a pletismografia, para avaliar o grau de obstrução dos brônquios nos doentes Asmáticos ou com DPOC (Bronquite crónica, Enfisema); testes de sensibilidade cutânea para diagnosticar alergias; difusão pulmonar, prova de marcha e gasimetria arterial para avaliar a repercurssão de doenças respiratórias (Fibrose pulmonar e outras) na função pulmonar.

No Laboratório de Sono são realizados estudos polisonográficos em ambulatório ou em internamento durante uma noite para diagnóstico da Doença de Apneia do Sono. 

Na Unidade de Endoscopia realizam-se vários exames, alguns dos quais sob anestesia geral, às quartas e sextas-feiras.

  • Videobroncofibroscopia na criança e no adulto, que consiste na introdução de um tubo flexível através do nariz ou da boca e que permite observar os brônquios, recolher secreções e fazer biopsias para o diagnóstico e tratamento de doenças respiratórias.
  • Toracocentese, que permite retirar liquido pleural para analisar e biopsar a pleura nos derrames pleurais.
  • Broncoscopia rígida, realizada sob anestesia geral,é utilizada para extrair corpos estranhos dos brônquios e sobretudo na terapêutica de tumores endobronquicos - fotocoagulação laser e colocação de próteses endobronquicas.
  • Toracoscopia Médica realiza-se habitualmente sob anestesia geral, e consiste em observar directamente a cavidade pleural atravês de uma câmara video, criando duas ou três pequenas portas de entrada no tórax (com cerca de 1 cm de diâmetro), que permite o diagnóstico e tratamento de doenças do pulmão  ou da pleura (p.ex. pneumotórax, derrames malignos, doenças fibrosantes do pulmão, etc.)

Existem consultas de Pneumologia Geral e de sub-especialidade: Desabituação Tabágica, Asma Grave e Insuficientes Respiratórios. Estas consultas repartem-se por todos os dias da semana em períodos da manhã e da tarde.

Período Normal de Visitas
das 12h às 14h

1 visita e sempre a mesma

das 14h às 19h30m
2 visitas de cada vez, rotativas de 30 em 30 min na recepção do Átrio Principal

Observações
O regime de visitas está sempre sujeito a alterações em função do Serviço e cama ocupada pelo doente.
Só em casos excepcionais é permitida a visita de crianças com idade inferior a 12 anos.

Por motivos da Gripe A, o Plano de Protecção dos doentes internados, implica que as visitas à Pneumologia sejam temporariamente limitadas a uma pessoa por dia indicada pelo doente.

Topo

Patologia Clínica

Director de serviço: Dra. Luísa Sancho

Localização: Piso 2

Contacto Recepção: 21 434 82 61

História

O Serviço de Patologia Clínica do HFF iniciou a sua actividade em Junho de 1995. Em 1997 autonomizou a sua gestão, passando esta a ser da responsabilidade de uma Sociedade independente constituída entre a Sociedade Gestora do HFF e os profissionais do Serviço, exercendo o Director de Serviço as funções de Administrador Delegado da mesma. Esta forma de gerir um Serviço era e é a única no panorama hospitalar português e revelou-se extremamente útil e eficaz, estando os custos do Serviço muito abaixo da média nacional. Com a passagem a EPE no início de 2009 o Serviço regressou aos moldes de gestão tradicional mantendo no entanto muitas das características funcionais anteriores

Missão

Utilizar os meios e tecnologias científicas mais sofisticadas e os conhecimentos fisiopatológicos próprios da especialidade de molde a contribuir eficazmente para o diagnóstico, prognóstico e monitorização de todos os casos clínicos, que lhe são presentes, valorizando os aspecto técnicos e clínicos referentes a cada doente, visando não apenas uma correcta interpretação dos resultados obtidos, mas também contribuir para um melhor esclarecimento dos clínicos das outras especialidades quanto à eficácia dos exames realizados.

Objectivos

Promover o diagnóstico com a maior qualidade e brevidade; obter a máxima satisfação para os utilizadores e profissionais; respeitar as normas das boas práticas laboratoriais; promover a investigação e/ou participar em estudos epidemiológicos e clínicos que lhe sejam solicitados para benefício da comunidade e da ciência; inovar e desenvolver novas tecnologias; promover a formação de todo o pessoal envolvendo-o no planeamento e desenvolvimento do Serviço.

 

Características do Serviço

Sectores

O Serviço de Patologia Clínica cobre todos os sectores da Medicina Laboratorial:

Patologia Química

  • Bioquímica Clínica
  • Endocrinologia,
  • Marcadores Oncológicos
  • Monitorização de medicamentos e drogas de Abuso
  • Marcadores de doença cardiovascular
  • Proteinologia

Hematopatologia

  • Patologia do eritrócito
  • Hemato-oncologia
  • Hemostasiologia,
  • Consulta externa de Hipocoagulação

Imunopatologia

  • Imuno-alergologia
  • Doenças Auto-Imunes
  • Imunodeficiências
  • Imuno-serologia Viral

Microbiologia Clínica

  • Bacteriologia Geral
  • Micobacteriologia
  • Micologia
  • Parasitologia

Biologia e Patologia Moleculares.

Actividade

De 1997 para 2008 o número de exames realizados cresceu cerca de 380%.

Em 1997 realizavam-se 930.000 exames/ano.

Em 2009 realizaram-se 3.200.000.

Desenvolvimento

O desenvolvimento do Serviço tem-se pautado pelo apoio assistencial à consulta externa, urgência, hospital de dia, UCIP's e doentes internados. O crescimento do número e diversidade das análises no Serviço de Patologia Clínica do Hospital Fernando Fonseca foi paralelo ao desenvolvimento do Hospital: crescimento na actividade/produção e no numero de parâmetros realizados essencialmente devido à diversificação de valências e especialidades que se verificaram no Hospital, não previstas na actividade inicialmente contratualizada, o que tornou necessário aumentar e renovar a dotação de equipamento existente, de modo a fazer face à maior necessidade de rapidez na resposta, à diversidade dos pedidos, bem como ao maior volume destes.

Como tal, renovamos e adquirimos novos equipamentos, nomeadamente autoanalizadores.

Este esforço, integralmente assumido pelo orçamento do Serviço, permitiu que a dotação inicial que, há 10 anos era apenas de cerca de 8 autoanalizadores tivesse sido aumentada para mais de 30 aparelhos automatizados, totalmente integrados num sistema informático de registo e distribuição dos dados, ligado ao sistema de informação do Hospital.

Esta renovação culminou com a aplicação de soluções de robótica, que integram vários destes autoanalizadores da área da bioquímica, imunoensaios e hematologia, criando um "core-lab" no qual se consolidou cerca 80% do trabalho efectuado na rotina e 95% do que é executado na urgência.

Nesta, como nas soluções de gestão e noutras áreas, fomos pioneiros: este "core-lab" foi o primeiro no panorama nacional e o 4º a nível europeu, o que permitiu um melhor aproveitamento dos médicos e dos técnicos, aqueles para se dedicarem aos casos clínicos mais complicados ou ao desenvolvimento de tecnologias diagnósticas complexas, estes para executarem novas tecnologias.

Em função do desenvolvimento e investimento realizados foi ultrapassado em muito a dotação em número e tipo de análises que se espera de um Serviço de Patologia Clínica de um Hospital considerado de nível 2 (Distrital) e também do que se espera de um Hospital Central.

Qualidade

Utilizamos controlos internos diários e participamos, mediante a utilização de controlos externos nacionais e europeus, nos vários programas de controle de qualidade existentes e postos ao dispor da comunidade científica da Patologia Clínica.

O Serviço está Certificado de acordo com as Normas ISO e Acreditado pelo HAQU.

Actividade Cientifica e Formativa

  • Formamos até agora 4 Especialistas em Patologia Clínica e temos 1 Interno do Complementar de Patologia Clínica em formação.
  • Damos formação a Internos de Imunohemoterapia.
  • Participamos no ensino Teórico e Prático de alunos do Curso de técnicos de Análises Clínicas e Saúde Pública da Escola Egas Moniz.
  • Participámos em inúmeros Júris de Exame da Especialidade.
  • Participámos em Reuniões Cientificas do Hospital Fernando Fonseca bem como Reuniões Cientificas Nacionais e Internacionais.
  • Apresentamos mais de 60 comunicações (orais e sob a forma de poster) em congressos Nacionais e Internacionais da Patologia Clínica e em colaboração com outros Serviços do Hospital e outras Organizações Extra Hospitalares, em todas as áreas da nossa Especialidade.
  • Publicamos cerca de 24 artigos em revistas Nacionais e Internacionais. 
  • Participamos em Estudos Multicêntricos (fase II e fase III) em colaboração com outros serviços do Hospital Fernando Fonseca.

Horário funcionamento

24 horas diárias

Colheitas de ambulatório: 8-10H 2ª a 6ª feira - DOC.AP-001

Recepção de produtos do internamento: Rotina:8-12H : 2ª a 6ª feira ; Urgência 24 horas

Laboratório de Urgência: 24 horas diárias

Consulte Guia de : Acolhimento ao Utente

Consulta de Hipo-Coagulação DOC.AP-014: Os doentes em ambulatório a fazer anticoagulação oral, deslocam-se ao laboratório à 2ª,4ª, 5ª ou 6ª feira, a partir das 10h por marcação do Sistema ATHIS  vindos de outras consultas , Serviço de Urgência ou referenciados dos Serviços de Internamento.

As colheitas destes doentes são realizadas após as 10 horas 30mn, ficando o resultado das análises disponível até ás 12 horas e nessa altura o PC verifica os resultados no Sistema ATHIS e medica o doente.

Consulte folheto: Consulta Hipocoagulação

Observações: A marcação de Análises na Consulta Externa depende da disponibilidade do doente e indicação do Médico Assistente. Exceptuam-se algumas análises, cuja boa execução técnica exige que sejam efectuadas no mesmo dia da colheita, pelo que, esta é marcada em dias específicos (3º ou 5ª feira), mas nunca com mais de uma semana após a vinda do doente ao Laboratório para marcação- DOC.AP-002.

 

Quadro do Serviço

 MÉDICOS

Director de Serviço:

  • Dra. Luísa Sancho

Chefe de Serviço:

  • Dra. Isabel Galvão

Assistentes Graduados:

  • Dra. Luísa Sancho
  • Dra. Margarida Franco
  • Dra. Mª José Rego de Sousa

Assistentes Hospitalares:

  • Dra. Stela Lopes
  • Dra. Lucinda Silva
  • Dr. José Germano Rego de Sousa

Internos Internato Complementar:

  • Drª Ana Rita Martins

OUTROS FUNCIONÁRIOS:

Técnicos Superiores de Saúde:

  • Dra. Teresa Sardinha
  • Dra. Clara Portugal
  • Dra. Filipa Salazar
  • Dra Rita franco

Técnica Coordenadora:

  • Isaura Freire

Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica: 32 (FTE)

Secretariado: 6

Auxiliares de Acção Médica: 11

 

Compromisso

Continuaremos agora e no futuro a desenvolver tecnologicamente o Serviço, mantendo embora uma estreita colaboração com outros serviços do ponto de vista clínico, científico e assistencial, prosseguindo a política de Melhoria da Qualidade e Humanização através dos cuidados prestados aos nossos doentes.

 

 

Topo

Psiquiatria

Directora de Serviço: Drª Teresa Maia
Enfermeira Chefe: Enfª Lurdes Toscano

Localização: Piso 2
Contactos: 21 434 82 70

O Serviço de Psiquiatria do Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca EPE tem como Missão assegurar 1) a promoção da saúde mental; 2) a prevenção e o tratamento das doenças mentais; e 3) a reabilitação e a reinserção social das pessoas com problemas de saúde mental na área populacional abrangendo todo o Concelho da Amadora e as freguesias de Queluz, Massamá, Belas e Casal de Cambra do Concelho de Sintra (350.000 habitantes).

O Serviço de Psiquiatria faz parte integrante do hospital geral e é constituído por quatro Unidades Funcionais.

No espaço físico do Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca EPE funcionam as Unidades de Internamento de Doentes Agudos, Hospital de Dia e Psiquiatria de Ligação. A Unidade Funcional Comunitária funciona na comunidade.

Unidade Funcional Comunitária

Constituída por 4 Equipas, desenvolve toda a sua actividade em 3 Centros de Saúde da área (Amadora, Brandoa e Damaia) e em instalações próprias em Queluz/Massamá. Cada equipa é constítuida por 2 ou 3 Psiquiatras, 2 Enfermeiros, uma Psicóloga e uma Assistente Social. Esta unidade oferece:

1) Intervenções de acordo com as necessidades específicas de cada doente,

2) Acessibilidade e contacto próximo com os doentes psiquiátricos graves,

3) Intervenções precoces, pedagógicas ou reabilitativas,

4) Inserção social dos doentes, trabalhando com as famílias e com estruturas comunitárias,

5) Articulação com os Cuidados de Saúde Primários,

6) Cooperação com estruturas Comunitárias (Câmaras Municipais da Amadora e de Sintra, IPSS).

Existe ainda uma outra estrutura de reabilitação comunitária,  o espaço@com, a funcionar no Centro de Saúde da Damaia e equipa Queluz/Massamáda. É dirigida a doentes referenciados pelas equipas do Serviço. Inclui uma coordenadora psiquiatra das equipas comunitárias. Uma Terapeuta Ocupacional e uma Técnica de Psicomotricidade. 

Unidade Funcional Internamento de Doentes Agudos

Esta Unidade, com 29 camas e uma Equipa de 4 Psiquiatras (cada um deles ligado a uma das equipas comunitárias), 16 Enfermeiros e uma Terapeuta Ocupacional, foi considerada a melhor Unidade de Internamento de Psiquiatria na região de Lisboa pela ARS de Lisboa e Vale do Tejo em 2000.

Unidade Funcional Hospital de Dia

Esta Unidade tem a capacidade em média para 25 doentes em regime de Internamento a tempo parcial. Desenvolve actividades terapêuticas e criativas, individuais e de grupo. Realiza também intervenções que envolvem os familiares dos doentes. A equipa integra um Psiquiatra, que é o chefe da Unidade, uma Psicóloga, um Enfermeiro e dois Terapeutas Ocupacionais

Unidade Funcional Psiquiatria de Ligação

É constituída por três Psiquiatras e uma Psicóloga e presta cuidados a doentes internados noutros serviços do hospital ou seguidos em consultas de especialidade que apresentem problemas de saúde mental associados à doença somática

Pedopsiquiatria

A área geográfica do Serviço de Psiquiatria é da responsabilidade do Departamento de Pedopsiquiatria do Hospital D. Estefânia.

O Serviço de Psiquiatria inclui, no entanto, uma pequena Equipa de Pedopsiquiatria, constituída por dois Pedopsiquiatras e uma Psicóloga, que funciona no hospital e tem capacidade para prestar cuidados a algumas crianças e adolescentes da nossa área geográfica.

Formação pré e pós-graduada

O Serviço de Psiquiatria possui idoneidade formativa e recebe anualmente internos de Psiquiatria. Estabeleceu com a Faculdade de Ciências Médicas, da Universidade Nova de Lisboa, um protocolo ao abrigo do qual participa no ensino pré-graduado e recebe estagiários do mestrado integrado. Recebe também estágios de alunos de escolas superiores de enfermagem, de psicologia e do Alcoitão,

Tem sido procurado por um número crescente de internos de psiquiatria, medicina familiar, neurologia e pedopsiquiatria, assim como de outros grupos profissionais, para a realização de estágios obrigatórios.

 

Período Normal de Visitas
das 16h30 às 19h00

1 visita de cada vez 

Observações
O regime de visitas está sempre sujeito a alterações em função do Serviço e cama ocupada pelo doente.

Topo

Urologia

Director de Serviço: Dr. Carrasquinho Gomes

Enfermeira Chefe: Enfª Fernanda Pombeira

Localização: 5º piso - Torre Sintra

Topo